sexta-feira, 30 de março de 2012

Questões para os alunos do 8 ano colégio encanto


Sugestão de Atividades – História
8º ano – Unidade 2

1. (Fuvest-SP) “A sede insaciável do ouro estimulou tantos a deixarem suas terras e a meteremse
por caminhos tão ásperos como são os das minas, que dificultosamente se poderá dar conta
do número das pessoas que atualmente estão lá.” (ANTONIL, André João. Cultura e opulência do
Brasil por suas drogas e minas.)
Que consequências teve a corrida do ouro do final do século XVII e início do XVIII descrita no texto?

2. (UFBA) Pode-se afirmar que as riquezas minerais do Brasil Colônia determinaram:
a) a integração entre as várias povoações do litoral no Brasil.
b) a criação de um centro cultural em São Paulo.
c) o empobrecimento da Colônia e a crise política de Portugal.
d) o povoamento e a ocupação efetiva do Centro-Oeste brasileiro.
e) a incorporação do índio à comunidade brasileira.

3. Leia atentamente:
“(…) Os músicos, ativos desde os primeiros decênios do século XVIII, criaram nas serranias mineiras
uma escola musical cuja importância e alcance transcenderam os limites da Colônia, constituindo
a manifestação mais rica e original que as Américas conheceram no campo da música durante o
século XVIII.”
VERGUEIRO, Laura. Opulência e miséria das Minas Gerais. São Paulo: Brasiliense, 1981.

Agora responda:
a) Do que trata o texto?
b) Cite o nome de duas cidades que contemplam a rica arte colonial.
c) Indique características da arte brarroca em Minas Gerais.

4. Leia atentamente:
Ouro branco! Ouro preto! Ouro podre!
De cada ribeirão trepidante e de cada recosto
De montanha o metal rolou na cascalhada
Para fausto d´El-Rei: para a glória do imposto
(…)
Que restou do esplendor de outrora? Quase nada:
Pedras… templos que são fantasmas ao sol-posto.
BANDEIRA, Manuel. Ouro Preto. Lira dos 50 anos.
Agora responda:
a) Justifique esta frase: “Para fausto d´El-Rei: para a glória do imposto.” Cite um imposto cobrado
na época da mineração. Como era feita a cobrança?
b) O que é ouro de aluvião? Retire do texto uma frase que o caracterize.

5. Elabore um texto que contenha as principais características sobre os costumes familiares urbanos
na região da minas. Ao desenvolver seu texto, estabeleça comparações entre aquela época e
atualmente, citando exemplos conhecidos por você.

6. (PUC-PR) Sobre a sociedade brasileira da época colonial e primeiros tempos imperiais, é correto
afirmar-se:
I – A sociedade colonial foi predominantemente rural, ocorrendo a urbanização do interior de Minas
Gerais, por efeito da economia aurífera.
II – A robusta casa grande, característica do ciclo açucareiro e da sociedade rural, passou a ter
sua equivalente arquitetônica no sobrado, símbolo da classe predominante, nos tempos finais da
época colonial.
III – Enquanto o poder patriarcal caracterizou a sociedade rural, o poder semipatriarcal ou até paternal
assinalaria a sociedade urbana. Uma suavização dos rudes costumes surgiu em função da
urbanização.
IV – Desde os primeiros tempos coloniais, a arquitetura espelhava os violentos contrastes sociais:
a soberba casa grande tinha por contraste a senzala; os sobrados tiveram seus opostos nos miseráveis
mocambos, prenúncios antigos das atuais favelas.
a) Somente as opções II e III estão corretas.
b) Somente as opções I e IV estão corretas.
c) Somente as opções I, II e III estão corretas.
d) Somente as opções II, III e IV estão corretas.
e) Todas as opções estão corretas.

7. Observe as imagens.




Agora responda:
a) O que era o santo do pau oco e para que ele servia?
b) Indique o que significa atualmente a expressão “santo do pau oco”.
8. Complete a tabela com as funções pedidas.

9. Complete com V (verdadeiro) e F (falso).
a) A rotina doméstica acabava na vida comunitária, quando as pessoas se reuniam para enfeitar
igrejas, organizar e participar de festas religiosas. ( )
b) As irmandades não foram responsáveis pela construção das igrejas na região de Minas Gerais.
( )
c) A sociedade urbana era composta em sua maioria por mulheres brancas.
( )
d) Entre as camadas sociais mais baixas, o concubinato era a prática mais comum. ( )
e) Não há registros de casamentos entre escravos e libertos. ( )

10. “Para a Igreja, a instituição do casamento preservava o modelo de família legítima, sacramentada
pela tradição cristã.” Indique como se dava o casamento nas famílias de elite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário